Receita — Sérum Antioxidante Ácido Hialurônico

Existe um ditado que diz assim: “É melhor prevenir que remediar”. Assim que vamos cuidar da pele enquanto há tempo. Porque, ninguém se livra de envelhecer. Podemos amenizar e até retardar o aparecimento de rugas e linhas de expressão, mas deve ser algo integral. Afinal, um cosmético por si só não faz milagres! Assim que necessitamos um pack que inclui alimentação, exercícios e felicidade.

Já o título não deixa lugar a dúvida sobre a receita da semana é um sérum antioxidante, ingenuamente chamado de anti-envelhecimento. Então, vou aproveitar para falar sobre a tecnologia cosmética mais revolucionária de todos os tempos, muito conhecida como ácido hialurônico (hialuronato de sódio).

Origem do ácido hialurônico

sérum antioxidante ácido hialurônico+ resveratrol+ sangue de dragão

Em 1934 os farmacêuticos Karl Meyer e John Palmer enquanto estudavam a composição do corpo vítreo dos olhos das vacas. Por primeira vez em um laboratório separaram uma substância desconhecida, que chamaram de ácido hialurônico. Porque hialos vem do grego e significa vítreo, e urónico da alta concentração de ácido urónico contido.

Assim que esta substância de aspecto viscoso (rico em açúcares e ácido glicorônico), era um polissacárido do tipo glicosaminoglicanos, responsável por manter a forma dos olhos. De fato é encontrada em abundância na nossa pele, cordão umbilical, corpo vítreo, líquido sinovial (articulações e tendões), nos ossos, etc.

Em 1942 começou a ser extraído da cresta de galo (entre outras fontes animais) e comercializado como substituto da clara de ovo na confeitaria. Então nos anos 70 foram descobertas novas aplicações medicinais e mais tarde para fins cosméticos.

Atualmente existe hialurônico de origem vegetal, mas, infelizmente a maioria do ácido hialurônico comercializado ainda é de origem animal.

Propriedades cosméticas do ácido hialurônico

Nossa pele perde água de forma natural, por isso necessitamos hidrata-la para evitar a excessiva perda de água, mas algumas substâncias podem agir de forma oclusiva (tapando) e outras como o ácido hialurônico umectando e prevenindo a desidratação da pele.

Igualmente uma das qualidades do ácido hialurônico é sua alta higroscopicidade. Ou seja, sua capacidade para absorver e reter uma grande quantidade de água. Sem dúvida é que faz dele, um excelente ativo para produtos cosméticos hidratantes.

A hidratação superficial é proporcionada por qualquer tipo de ácido hialurônico, mas conforme sua massa molecular, ele possui diferentes propriedades.

O hialurônico de alto peso molecular, ao ser uma molécula tão grande, não tem capacidade de penetração na pele. Apenas atua na superfície como um potente hidratante.

O hialurônico de baixa massa molecular, também possui a capacidade de chegar até a derme, porque sua principal propriedade preencher linhas de expressão, amenizar rugas além de promover a sínteses de hialurônico natural da pele. Da mesma forma é muito utilizado em tratamento invasivo tanto em medicina como em estética, mas ao ser uma substância biodegradável, seu efeito não é duradouro.

Embora massa molecular que encontramos nos cosméticos é bem diversificado, normalmente um produto com hialurônico de baixo peso molecular costuma ser bem mais caro que um de alto peso. Além disso, na maioria dos produtos são utilizados uma combinação de um e de outro. Pois, assim se evitas possíveis irritações provocadas pelo hialurônico de baixo peso.

Enfim, o ácido hialurônico é uma molécula estrela e com um grande potencial tanto cosmético como medicinal, mas vamos ao que interessa.

RECEITA
Sérum antioxidante ácido hialurônico+ resveratrol+ sangue de dragão (sangre de dragón)
INGREDIENTES
27,23 g água deionizada
0,18 g ácido hialurônico
0,35 g pantenol (vitaminaB5)
5,25 g hidrolato de rosas
0,7 g extrato de sangue de dragão
1,05 g extrato de resveratrol
0,21 g conservante
0,03 g fitato de sódio (opcional)

Nota

  • O Fitato de sódio coloquei como opcional, já que não é um ingrediente fácil de se encontrar, funciona sinergicamente com o conservante.
  • O Resveratrol é um polifenol encontrado na casca da uva vermelha, mas, devido aos agrotóxicos usados na agricultura, essa substância praticamente está deixando de existir, sendo que hoje em dia é obtido maiormente do arbusto de Polygonum Cuspidatum.
  • Extrato de sangre de dragón (Croton lechleri) é composto pela resina vermelha encontrada na árvore chamada dragonier.
  • O hialurônico que usei é uma combinação de ambos pesos moleculares de origem vegetal.
  • O pH do produto entorno a 5,5. Ajuste se necessário com ácido láctico ou cítrico.

Obs. Quando digo que na cosmética natural não se usa ingredientes de origem animal, apenas na (certificação) natural os ingredientes de sacrifício estão proibidos, já os de produção animal, sim são aceitos.

Não se esqueça de comentar se gostou da receita. Obrigada pela visita e até a próxima receita! ❤️🍃

Este post tem 13 comentários

  1. Oi Jana boa noite, tudo bem? Uma dúvida : o extrato de resveratrol pode ser em pó e alimentício? Gratidão por compartilhar seus conhecimentos. Bjs

    1. Jana Leal

      Oi Sandra, você pode usar esse extrato em pó para fazer o extrato líquido. Já que o pó é demais de concentrado e normalmente vem com incipientes.

  2. Muita Boa a explicação! Não conhecia a origem do ácido hialuronico

    1. Jana Leal

      Oi amigo! Saudades! Não é tão difícil não, na verdade, a maioria dos ingredientes são vendidos no Brasil. Só não sei te dizer exatamente onde.

    1. Jana Leal

      Oi Bia, o extrato de resveratrol é feito com a casca da uva do vinho tinto, de linhagem totalmente orgânica, tanto a semente quanto a uva não podem ter tido nenhum tipo de tratamento ou pesticidas. Já que a substâncias (resveratrol) é uma defensa que desenvolve a fruta para se proteger dos insetos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu