Princípios básicos para elaborar uma emulsão cosmética

Emulsão é a mistura de dois líquidos imiscíveis formando uma combinação instável, como exemplo temos a mistura de água e óleo. A natureza de uma emulsão é instável, já que a tensão superficial entre os dois líquidos promove a separação ao diminuir a superfície. Assim que para evitar a separação entre os dois líquidos e estabilizar a emulsão, precisamos de outras duas substâncias: emulsionante e espessante.

Emulsão oil-in-water
oil-in-water

O que são os emulsionantes? E quais são os diferentes tipos de emulsionantes

São um sistema de moléculas que possuem afinidade pela água (polar) e pelo óleo (apolar), por isto, são denominados como sustâncias anfifílicas, uma vez que diminuem a tensão superficial entre os dois líquidos e orienta o tipo de emulsão em função da maior afinidade.

Um emulsionante e um tensoativo significam o mesmo, assim que a distinção é feita na aplicação e no uso. Porém, não são considerados emulsionantes ingredientes como álcoois graxos, cera de abelha, monoestearatos, gomas, etc. Apenas ajudam a espessar e aumentar a estabilidade e consistência da emulsão.

Tipos de emulsionantes

AniônicosCarga negativa; saponificados, sulfatados; pH básico. Incompatível com elementos ácidos. Uso: detergentes, limpadoras, etc.
Não IônicosNão possuem carga, boa compatibilidade e tolerância cutânea. Uso: emulsões cosméticas, etc.
CatiônicosCarga positiva. Incompatível com pH básico Uso: suavizante e condicionadores.
AnfóterosCarga positiva e negativa dependente do pH. Boa compatibilidade. Uso: condicionadores, shampoos, etc.

Composição de uma emulsão cosmética

Uma emulsão permite incorporar em um mesmo produto substâncias hidrossolúveis e lipossolúveis com variedade de propriedades, diversidade de texturas, consistência, extensibilidade e capacidade de absorção. Também são mais emolientes e hidratantes devido a maior afinidade que possuem pela pele. Estão compostas por:

Fase Aquosa: formada por água e ingredientes hidrossolúveis.

Fase Oleosa: formada por óleos e ingredientes lipossolúveis.

Emulsionante: estabiliza a mistura e a dispersão de uma fase dentro da outra de forma mais ou menos homogenia.

Outros ingredientes:

  • Ativos e perfume
  • Fatores de consistência
  • conservante
  • corretores de pH

Critérios para formular

Devemos primeiro especificar as propriedades em base a escolha dos ingredientes da fase oleosa e aquosa. Ademais de identificar o emulsionante ou a combinação de emulsionantes apropriados para estabilizar a emulsão.

Para escolher o emulsionante adequado existem inúmeras técnicas: método HBL, método EIT, método EIP. Ainda assim, nenhum deles prevê com precisão qual emulsionante ou combinação de emulsionantes irá fornecer estabilidade baixo qualquer condição de armazenagem.

Requisitos que deve reunir um emulsionante ou uma combinação de emulsionantes:

  • Estabilidade no pH final.
  • Estabilidade frente aos princípios ativos
  • Não tóxico e sem características organolépticas desagradáveis.
  • Estabilidade de fases durante 12 meses

Quadro orientativo para formar uma emulsão

Água destilada ou deionizada55-75%
Umectantes3-20%
Emulsionantes2-10%
Emolientes10-45%
Espessantes0,1-2%
Ingredientes ativos1-15%
Fragrância0,1-1%
Conservante0,1-1%

Como elaborar uma emulsão simples

  • Se esquenta ambas fases por separado (com exceções) a uma temperatura entre 60–70 °C.
  • Uma vez alcançada a temperatura de fusão, se incorpora uma fase sobre a outra em constante agitação com ajuda de uma batedeira a mínima velocidade durante 1–3 minutos.
  • Os ativos termolábeis como óleos essenciais, vitamina E, extratos, conservantes entre outros, são acrescentados depois de formada a emulsão em baixa temperatura entre 40–36 °C.

Post atualizado

Espero que tenha gostado! 🍃❤️

Fechar Menu