Receita Shampoo Natural Sem Sulfatos

Esta foi uma adaptação que fiz de uma fórmula do curso de cosmética natural. Não é a mesma receita é apenas uma inspiração.
Da fórmula original só restou os dois primeiros tensoativos. Esse shampoo deixa o cabelo bem suave, fácil de desembaraçar e sem nenhum frizz, efeito liso.
 Tensoativos:

19,20 g coco glucoside 
42,60 g decyl glucoside

117,60 g água
4 g glicerina
2 g goma xantana
2 g aloe vera 2
4 g óleo de coco fraccionado/ caprílico

Complementos:

2 g conservante
4 g proteína hidrolizada
2 g lecitina de soja
2 g óleos essenciais
6 gotas de vitamina E

Ph 6

Modo de Fazer:

Entre no meu grupo de Cosmética Natural Handmade Brasil no Facebook e apaixone-se por este mundo onde a natureza nos proporciona o melhor para o cuidado do nosso corpo.

NOTA

🌿 Sempre faço um teste com todas as minhas fórmulas, para observar a estabilidade e conservação do produto, algumas fórmulas são publicadas antes do teste e outras depois. Assim que fique atento as notas🗒, caso tenha interesse em reproduzir qualquer fórmula minha.

🌿Qualquer mudança organoléptica ou seja odor, cor ou aspecto físico de um produto cosmético, o mais indicado é suspender o uso.

 🌿Não tenho como determinar a validade dos produtos elaborados com água sem um teste microbiológico, e não me responsabilizo por elaborações feitas por terceiros, já que ademais do conservante, a manipulação e o armazenamento do produto influi no seu estado de conservação.

Se gostou, compartilha esta receita com seus amigos. Colabore para o crescimento do blog e da nossa comunidade, assim poderei continuar a trazer novas receitas, dicas e informação sobre cosmética natural.

Participe da comunidade DIY no Facebook, entre nos grupos associados ao meu blog, na minha fanpage vocês irão todos os grupos relacionados a comunidade DIY do Brasil e Portugal com muita informação dicas e receitas. 

Obrigada pela visita e até a próxima receita <3

Anúncios

13 respostas para “Receita Shampoo Natural Sem Sulfatos”

  1. Jana, uma dúvida: o coco glucoside é o mesmo que Alquilpoliglucosídeo?
    E o decyl glucoside é o mesmo que Decilpoliglucosídeo (Plantaren 2000)?
    Gratidão!!

  2. Oi Jana! Primeiramente adorei a receita! Tenho aqui o Lauryl Glucoside, o Alquilpoliglucosídeo e o Cocoamphoacetate de Sódio. Como posso substituir na fórmula? Agradeço se puder ajudar!

    1. Oi Daiane, Obrigada! Fico feliz que tenha gostado. Existem pequenas diferenças entre os tensoativos que utilizei e os que você propõe, no caso te indico utilizar como primário o Lauryl e como tensoativo secundário o cocoamphoacetate, e se quiser usar o alquipoliglucisídeo, substituia os 4 g de óleo por ele. Eu também substituiria a lecitina por outro ativo, na mesma quantidade, pode ser o pantenol ou outro ingrediente da sua preferência. Faça um teste e veja se é do seu agrado, elabora uma pequena quantidade de produto. Compartilhe depois sua experiência conosco.

      1. Ah obrigada!! Não sei nem como agradecer.
        No caso do alquil substituir o óleo, eles tem a “mesma função” na fórmula? Não precisa de nenhum óleo?

      2. Sim, ele funciona também como um sobreengordurante. Faça uma prova com goma e sem goma para ver a textura, já que tanto o aquil como o lauryl possuem bastante viscosidade. Praticamente você estará formulando outro shampoo.

  3. Oi Jana! Fiz o shampoo e realmente não precisei da goma pra viscosidade. Porém percebi que ele ficou beeeem limpante, meu cabelo fica com aquele aspecto de que limpou bem, tipo shampoo antiresiduos, sabe? Eu gostei bastante pq meu couro é bem oleoso, porém fica um pouco ressecado, não sei se daria um efeito rebote a longo prazo.
    Neste caso eu trabalho com redução dos tensoativos e aumento da água ou aumento os ativos da fórmula apenas? Se fosse por ex fazer pra um cabelo mais seco, como seria também? Desculpa tantas perguntas, vc poderia fazer um curso online pra nós rs. Ou quem sabe um e-book, eu pagaria com prazer <3

    1. Obrigada pelo retorno Daiane! Vamos lá! No caso você pode aumentar a quantidade de ativos para diminuir esse efeito ressecado do cabelo. Coloca mais aloe vera, extrato de aveia, pantenol, etc. Pode ir testando nessa receita que fez adicionar os ativos até você chegar no resultado que busca. E para um cabelo mais seco, talvez seria o caso de diminuir a quantidade de tensoativos ou inverter a ordem é colocar o amphoacetate como primário e o lauryl glucosídeo como secundário, ou se quiser dá uma olhadinha na receita de shampoo de aloe vera e alecrim, que as porcentagens estão ajustadas para um shampoo cabelo seco. Seria mais ou menos o mesmo. Um beijo <3

  4. Oi Jana tudo bem? O lauryl também é nao iônico? qual a diferença entre tensoativo iônico e não iônico? Como voce define essa questão de tensoativo primário e secundário? E outra coisa… quais suas referencias de estudo? pois é tão dificil achar material para cosmética natural!! Parabéns pelo seu trabalho, voce arrasa, te admiro muito!

    1. Oi Luanara, o lauryl glucoside é não iônico. O SLS é aniônico. A diferença entre iônico e não iônica é a carga elétrica. Se define se um tensoativo é primário ou secundário, primeiro pelo “Equilíbrio Hidrofilo Lipófilo” do tensoativo. Também por questão de produto e resultado que se busca. Fiz duas formações em formulação cosmética. Mas aprender se aprende mesmo estudando os ingredientes e experimentando, a teoria ajuda, mas é, na prática, onde mais se aprende. A química cosmética é de 2.º grau. A gente faz química sempre que cozinhamos, veja a cosmética da mesma forma que enxerga os alimentos. Essa é a clave. Muito obrigada pelo carinho.❤️

Deixe uma resposta